Ransonware WannaCry, não chore por ele.

Categoria: Microsoft, segurança
13 maio 2017, Comentários: 0

Ransonware WannaCry, não chore por ele.

Bom dia.

Agora com um pouco mais de tempo devido ao trabalho de atualizar e gerenciar todos os clientes geridos pela MigraTI, podemos criar uma nota sobre este poderoso vírus que em poucas horas realmente fez muita gente chorar.

O WannaCry é um vírus da família dos ransonwares, onde o intuito deles é sequestrar a informação do cliente e faze-lo pagar para recebe-la de volta.

O por que este em especial é tão comentado?

Porque ele se espalhou de forma brutal pelo mundo e nesta sexta feira fez grandes corporações de vitimas, paralisando grandes órgãos, como o Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP), o TJSP, o INSS e muitos outros, afetando principalmente a Europa no começo do dia de ontem.

 

Caso você veja esta tela em seu desktop:

Ransonware WannaCry

Ransonware WannaCry

Corra e isole este computador da rede e reze para que não tenha infectado outros.

Ok eu não peguei ele o que eu faço para me proteger?

A resposta simples a esta pergunta é. Mantenha seu windows atualizado sempre. As atualizações de Abril já fecham a porta para este vírus e devido a isso computadores com windows atualizados já não são mais alvos.

Veja abaixo a nota que a Microsoft nos enviou sobre o caso:

s“Hoje, os nossos engenheiros adicionaram funções de detecção e proteção contra um novo software malicioso, conhecido como Ransom:Win32.WannaCrypt. Em março, nós fornecemos proteção adicional contra malwares dessa natureza, com uma atualização de segurança que impede a sua propagação através de redes. Aqueles que estiverem utilizando o nosso antivírus gratuito e tenham habilitado o Windows Update estão protegidos. Estamos trabalhando junto aos nossos clientes para fornecer assistência adicional.”

Qualquer duvida a mais sobre como se proteger desse tipo de ataque ou mesmo melhorar sua infraestrutura em geral, entre em contato, nossa equipe esta pronta para lhe ajudar.

Fonte: Tecmundo

Comments are closed.