Segundo data center da Oracle no Brasil

21 setembro 2016, Comentários: 0

Segundo data center da Oracle no BrasilA Oracle busca um espaço para instalar um segundo data center da Oracle no Brasil. O centro novo de processamento de dados dobra a capacidade da fabricante e fortalece suas linhas de soluções em nuvem no país.

Segundo Luiz Meisler, presidente da fabricante na América Latina, o site deve entrar em operação já nos próximos meses. “Na pior das hipóteses, isso vai acontecer até o final do primeiro trimestre de 2017”, estima Meisler.

A companhia inaugurou um primeiro data center em solo brasileiro em agosto de 2015, dois anos depois de seu anúncio oficial, na região de Campinas (SP). A decisão de buscar um novo espaço se deu porque não há espaço físico para expandir o site já pronto.

O Data Center na cidade do interior paulista entrou em operação para, inicialmente, suportar ofertas de software como serviço (SaaS) e plataforma como serviço (PaaS).

A Oracle, porém, vem ampliando seus esforços para ter um stack completo de nuvem. Recentemente, revelou que pretende brigar fortemente contra a Amazon Web Services por uma fatia do mercado de infraestrutura como serviço (IaaS).

A base em Campinas é plugada a outros 18 data centers que a empresa mantém ao redor do mundo. Esses sites suportam 33 bilhões de transações todos os dias, aguentando um volume superior a 700 petabytes de armazenamento. O montante do investimento não foi revelado.

O novo centro, de acordo com o executivo, deve se localizar na região de São Paulo (Capital), e dobra a capacidade de processamento da Oracle em território nacional. Além de que, cumpre uma função importante de suporte as estratégias de cloud computing, que tem dominado os discursos da fabricante ao longo dos últimos anos.

Com Segundo data center da Oracle no Brasil, a mesma espera intensificar ainda mais as opções de vendas em cloud computing. Só nos resta esperar para ver qual sera a nova jogada de marketing da Oracle em cima desta solução, a MigraTI Já havia comentado sobre essa decisão de manter seus clientes em nuvem em outro post, confira aqui.

Fonte: ComputeWorld

Comments are closed.